Paradise Kiss

Primeiramente um: Oi, você vem sempre aqui? E segundo um: gostaria de somar no título algo como Paradise Kiss – quando não se tem nem computador nem mesa nem tempo para se postar. Mas ficaria muuuito longo. A verdade é que também gosto de me acrescentar na turminha dos que reclamam incansavelmente por qualquer coisa. Também tenho minhas contas para pagar e meus problemas para resolver, não fosse isso acho que blogaria eternamente ou reclamaria da mesma forma eternamente.

A verdade é que a facul começou, o layout do trampo mudou, as férias se foram, e temos que “manter” as aparências por aqui. Se o dia tivesse mais 3 horas e 30 minutos eu seria mais feliz. Eu poderia estar roubando, eu poderia estar matando, mas estou aqui pedindo 3 horas e 30 minutos. A verdade é que, com o advento dos estudos em faculdade, eu não poderia me dar ao luxo de ser uma simples mortal que segue a vida levando como ícone Jessica Jung e sonhando um dia ter um lugar ao sol como ela assim como James Dean. tsc.

Outra verdade é que preciso dessas 3 horas a mais tanto para blogar quanto para dormir. É necessário também esse tempinho para ajudar o Theo do Asian I Like. É outra verdade também que quando passo pela ponte da Sta Ifigênia dá uma imensa vontade de se jogar, mas no bom sentido, tudo para ajudar aumentar o nosso caos interior.

E, em um desses momentos de muita verdade e não conseguir fazer nada, NADA COMO assistir um live action. (ou não).

 

Gosto muito dos mangás de Ai Yazawa. Ela simplesmente tem talento para criar bons enredos e personagens envolventes, sem contar que comeria todos aqueles personagens dela (desenhos). Quem leu o mangá, primeiro josei publicado pelo Conrad no Brasil, com certeza foi correndo assistir esse live action, porque o mangá é simplesmente lindo.

Um tanto menos lindo e sem o mesmo brilho é a adaptação, mas não deixou de ser um lindo filme. Nota 100 para a direção de fotografia. Nota 80 para o cenário. Nota 70 para a direção de moda e o figurino. Nota 60 para os atores. Nota 50 para o final adaptado do filme, aquele final que todos nós queríamos ter visto no mangá. Nota 40, para não ser muito má, para a adaptação em si.

Li as resenhas de Oyasumi e a do Yo Nihon! onde também falam a respeito, ressaltando elementos bons e ruins. Tenho que concordar com a observação de falta de emoção dos atores, de falta de romance, de sedução e principalmente aquele momento awkward quando George diz que “nós também não fizemos” e daí você pensa que eles vão fazer, mas fica tudo nas nuvens, meio mal explicado e eles não fazem p&$* nenhuma, e você pensa “mas eles fizeram caramba”.

Justamente por esse momento de “cobrança” de quem já leu o mangá e agora está vendo o live action é que, o roteirista nos brinda com cenas exatamente idênticas às do mangá, feitas de maneira tão: “ah você queria uma adaptação fiel? Então, toma!” E você fica com cara de nada após uma cena realmente de mal gosto de tão mal interpretada. Depois de nos calar com isso, o roteirista resolve nos tirar uma cena que foi muito interessante aquela aquelaaaa do beijo na escada! KD? Estou procurando até agora!!

Foi realmente sem sentido cortar uma cena dessas e deixar outras sem sentido, fora que ficamos na mais cruel expectativa quanto vemos a linda escada do cenário. O roteiro acabou cortando partes que nos davam o fio da meada. Ficou parecendo uma história contada por cima e às pressas, sem querer dialogar com ela. Parece que o verdadeiro sentido de Paradise Kiss ficou voando, perdido em algum lugar.

Mas como eu não sei realmente criticar nada sem burburinho então, vejamos a fotografia, o cenário:

 

No final do mangá, você tem aquela sensação de “Nossa, p~#% final f&@- eu não acredito, essa Yukari é mó pilantra, George seu lindo vemnimim” e no filme você diz “olha que kawaii beleza agora vou dormir”. Entendem?

E todo aquele drama da Yukari com deixar de ser uma adolescente idiota para se tornar uma mulher idiota que só usou o George, enquanto o tempo todo achávamos que ele a usava, e a família idiota preocupada com status e fissurada com melhores ensinos (quem nunca) e todo o romance INTENSO entre ela e o George com brigas, ciúmes e disparidade de personalidades… E aquele final em que ela vira modelo e casa com o seu primeiro amor (chove não molha) e George é aquela linda lembrança dela ser o que ela é e de todo aquele quarto com os vestidos que ele deixa para ela…

George, de certa forma, fez Yukari crescer, deixar de ser aquela mimada irritante que coloca a culpa de seus problemas nos outros, não os resolve por medo, e só tipo reclamando, tipo ~ todas as mulheres do mundo ~

Yukari ama o George, primeiro pela personalidade forte, pelo talento e pela liderança, segundo (por ele ser tudo que ela não é?) pela decisão e persistência e por aquele lado sombrio ~momento sexy~ em que ele a atrai, mas ela não sabe por quais razões e não consegue decifrar as intenções dele.

George é um enigma e também é um dos melhores personagens que já vi. Ele me lembra muito, um personagem que gostei da mesma forma e talvez pelas mesmas razões, que é Lord Henry em O retrato de Dorian Gray.

Yukari é uma estudante que está prestes a prestar vestibular, ela tem todo o drama familiar que já descrevi e conhece o iniciante grupo de designers de moda da Yazawa Gakuen que, liderados por George, que tem um talento nato, vão participar de um desfile e precisam de uma modelo. Então, Ai Yazawa realmente não nos deixa sermos felizes nem mesmo no mangá, pois nem o desfile de moda eles vencem, da mesma forma e no mesmo intuito, seria o final. Ai Yazawa parece que nos tenta dizer que normalmente é assim o corte abrupto que temos da realidade quando estamos voando em lindos sonhos, chamado juventude brisa mano.

A pergunta que não quer calar é: MAS POR QUE UMA MIWAKO TÃO FEIA? E ESSE SEU CABELO CASTANHO? MAS POR QUE TÃO POUCO KAWAII?? T.T
Decepção é a palavra neste momento. E para o Arashi é sai daqui oferenda.

Também não foi explorado no live action nenhum pouco dos DOIS triângulos que envolviam o Tokumiru e ele aparece no live como coadjuvante do coadjuvante do coadjuvante. Depois que termina o live, você se pergunta se realmente Tokumiru esteve no live. Vamos liver galera e tentar esquecer dessa decepção de uma Miwako tão nada a ver e de um coadjuvante tão quem? ahn?.

Depois de já ter vomitado a minha indignação, devo dizer que o filme é realmente lindo e perfeito como uma goma de mascar sabor tuti-fruti para você que não leu o mangá. Mas, se você o mangá, tem aquela frase de Gustave Flaubert em Madame Bovary sobre amor que cabe exatamente aqui: “Não esfregue as mãos no ouro para que o brilho não saia nas suas mãos” (Algo assim). Para que o mangá não perca o seu brilho, não se esqueça também de não polir a verdade com finais adaptados quando você tem o poder de.

Jessica Jung não compareceu hoje por motivo de estar de mal de vocês reles mortais, belém-belém.

Esse post foi publicado em Live action, Paradise Kiss e marcado , , . Guardar link permanente.

14 respostas para Paradise Kiss

  1. Pers_core disse:

    Bom, “Paradiss Kiss” é mias um buraco na minha formação otaku, pq eu não vi esse anime! Simplesmente pq falaram tanto do final que fiquei com medo de me frustrar. Por isso, por falarem bem do final da adaptção é que eu estou com vontade vê-la!!! rsrsrsrsrs

    PS: excelente post, nem parece ser de alguém com falta de tempo!

    • migraziele disse:

      Não é ruim, mas preferi o mangá! O final é bonitinho, mas o mangá é 10 x 0. O anime é bonitinho também.
      Muito obrigada! Mas só eu estou aqui vendo as minhas olheiras! rs.

  2. Eu vi o anime e como não gostei do final…estou sem animo para ver o live action kkkkkkkkkkkkkk
    Um dia eu assisto (eu espero) xD

    • migraziele disse:

      Ah! vê sim! É um filme bem bonito, esteticamente… aheuaheuea
      É triste, mas às vezes acho que ela quis dar um toque de “sou realista”…
      foi um final que fiquei com raiva tbm, mas eu superei ver o George indo embora. Sério. aheuheauahe

  3. Lukas disse:

    O.o, a pers vindo aqui, sempre via ela pelo YO! Nihon mais depois ela sumiu (assim como o a mallu), Quanto a Paradise Kiss, dou nota 4, sinceramente foi um filme bom, desde que não tivesse nada a ver com o anime e o mangá, Paradise Kiss foi meu único Josei, vi só por curiosidade e acabei curtindo, a Kitagawa Keiko é linda e talvez até o Mukai osamu tenha ficado bem no George, a Isabelle estava muito boa (me surpreendi), mas a miwako tava muito forçada (pareçe que ela necessitava de ser kawai), e os outros nem me chamaram a atenção….

    A essencia do mangá e do anime, ficaram perdidas do filme (cadê aquele clima que só Paradise Kiss tem?), faltou 😦

    Até gostei do fim, pq sinceramente… pelo menos uma vez eles tinham que ficar juntos!

    Aí quando acabou, cadê ”When I Wake Up Tonight I Say I…. Gonna Make Somebody Love Me~~”, cadê a musica que me fazia acordar toas as manhas pruma manha de tédio no colégio?

    Hello, Hello, Hello~~~já superei, nn tá mais na minha cabeça….. ¬¬

    Apesar de tudo eu até gostei….., mas nn correspondeu a toda aquela minha expectatica…

    Puxa, tenho que fazer o pos’t de Paradise Kiss, e tentar achar em inglês Gonjinko Monogatari….

    Tchau Grazi, desculpa por esse falatório todo!

    Melhoras pra Jéssica…..

  4. Primeiro quando falaram que ia ter uma adaptação de Paradise Kiss eu me empolguei, depois murchei por que é um mangá complexo, o filme teria que ter muito bom gosto, não só uma imitação das cenas. Depois me decepcionei com o ator que interpretou o George, cara para mim George é um dos personagens mais sexy power do mundo 2D! Ele teria que comer mto arroz com feijão para chegar perto, não foi tão ruim, mas não senti o poder do George nele, até mesmo no filme todo…Ai Yazawa é a diva dos mangás Joseis, que saudades dos mangás dela…Amei a comparação do George com o Lord Henry, os dois são bem complexos para mim, (tanto que me perco um pouco haha) e fora as mudanças que eles provocam nos seus “pupilos”. Cenário lindos, cheios de detalhes, gostei muito! Para quem nunca leu ou até mesmo viu o anime, o filme vai ser bem legal, mas para que conhece a história fica meio decepcionado. Eu sei bem como é ter esse sumiço do tempo (eu ainda tenho tempo por que estou de férias, mas quando começar de novo a labuta, ferrou, olhinhos de panda com tantas olheiras…) Só digo, força que um dia acaba (mentira não acaba não, mas não custa nada pensar positivo!). Beijos e melhoras para a Jessica XD

    • migraziele disse:

      Concordo! Lord Henry foi um dos personagens literários mais apaixonantes que já vi! Ele é o sexy power literário! rs
      Lord Henry é muito cabeça, é muito emblemático. Ele foi o que mais me chamou atenção em O retrato! É um dos meus personagens favoritos dos livros!
      George realmente tem aquele charme incrível e misterioso, realmente demais… o que o filme deixou escapar. Mas não sei se foi por falta na atuação do ator, a representação dele não colou muito, mas acho que foi porque ele tentou mostrar mais sensibilidade que o George tinha (ou aquela que ele escondia). Acho que cenas que demonstrassem mais esse personagem fodão faltaram!
      FIGHTING! faltam esse ano e o outro apenas! Bjs!

  5. Não sei se você vai responder a tag.Mas ainda sim resolvi te dar. ^^

    http://itazuradramas.blogspot.com/2012/02/fui-tagueada.html

  6. Thanks for another informative blog. The place else could I get that type of information written in such a perfect means? I have a mission that I am just now working on, and I have been at the glance out for such information.

  7. Tenho que confessar que a muito tempo atras queria ver o anime, pois não sou muito de ler manga, pois bem não assisti porque falavam cobras e lagartos. Quando o filme saiu me bateu a vontade de ver, achei super lindinho o filme, ameii. Depois de ver o filme fui correndo baixar o anime, e realmente da para sentir a grande diferença do anime para o filme, o George é bem mais complexo de como foi passado no filme, e o George do anime é mil vezes melhor né..
    Só que eu fiquei com muiitooooooooo ódio do final do anime.. fiquei com a cara de poker face na frente do Pc.. xingando a Yukari até a decima geração, casar com outro cara e ainda por cima com o vestido que o George fez WTF ¬¬” Mais agente supera.. e apesar de ter ficado fula com o final do anime não me arrependo de ter assistido..

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s