Playful Kiss

Eu realmente gostei de Playful Kiss. Não tem como você não gostar da boba Oh Ha Ni e do charmoso e lindo e tudo de bom do Kim Hyun Joong interpretando Baek Seung Jo. Esse dorama é uma adaptação coreana do mangá Itazura na Kiss de Tada Kaoru. Jung So Min é Oh Ha Ni e como já disse Kim Hyun Joong é Baek Seung Jo. A história é velha conhecida de todo mundo.

PlayfulKiss

Oh Ha Ni é da classe F e Baek Seung Jo é da classe A. Isso me lembrou as classificações nas provas de ETEs porque as classes se formam conforme a classificação, onde A são sempre os mais nerds e assim decaindo e F os que não são tão bons assim. rsrs (eu era da classeE rsrs).

Então a casa onde Oh Ha Ni mora é destruída por um terremoto e o pai dela é um grande amigo do pai de Seung Jo, que acaba o convidando para morar com ele. SO, Oh Ha Ni se vê na casa do garoto por quem ela é apaixonada e se declarou em uma carta e ele, em troca, deu D- (nota) pra ela. PÔ MEU, DÁ ZERO PRA ELA.

Esse dorama é um clássico. Todo mundo já viu, todo mundo já comentou. E devo dizer que os beijos estiveram de parabéns nesse drama e que Kim Hyun com sua carinha de “sou lindinho” não estragou em nada e não interferiu na sua atuação. Eu digo isso porque geralmente atores muito bonitos estilo Justin Bieber tendem a permanecer apenas como uma carinha bonita e sem muita graça na atuação, o que me deixou com medinho de assistir. Mas Kim Hyun provou ser um ótimo ator, apesar de que a maioria de seus personagens ter indiscutivelmente (assim como parece ser também uma característica dele mesmo) um ar de sério e centrado (como em Boys Before Flowers) ele é “preso”, paradão, não se solta muito sabe? Mas que isso tem uma graça, um charme. AH SE TEM.

Dá muita raiva de Baek Seung Jo. Até você entender que o jeito dele é ser um completo idiota é tenso. Ele é aquele garoto CDF chato que se acha porque sabe tudo e é arrogante e prepotente. Mas Oh Ha Ni tem uma queda por ser pisada, uma preferência por arrogantes. É aquela velha história pisa que eu gamo. Na verdade, estudos comprovam que o que as pessoas gostam é de desafios. (rs) E a prova disso é que Ha Ni tem como característica de personalidade não desistir e ser persistente.

A Oh Ha Ni é uma inocente, bobinha e decidida stalker. Olha que essa stalker me ensinou muito hein galera? ISSO SIM É PERSEGUIDORA. (que isso novinha que isso) Você até enjoa de vê-la correndo que nem cachorrinho atrás do Seung Jo. E Seung Jo já se acostumou tanto com ela correndo atrás dele e dizendo que gosta dele o tempo todo que nem liga muito para ela, nem quer se comprometer com ela. E vira um pouco lenga-lenga.

Não fosse o elenco de apoio com personagens muito bem estruturados, como o lindo Lee Tae Sung como Bong Joon Gu e seu amor apaixonado por Oh Ha Ni, da família do Seung Jo (a mãe e o irmão), pela participação da banda Bye Bye Sea como seguidores de Joo Gu e as amigas inseparáveis de Oh Ha Ni (Joo Ri e MIn Ah) que me fizeram sentir uma saudade boa das minhas amigas da classe E.

Soou-me como desculpa esfarrapada Seung Jo dizer que Oh Ha Ni era um “problema sem solução”, como um “problema matemático” que ele não sabia resolver aka não sabia que estava apaixonado por ela também aka não conhecia sem próprios sentimentos aka mas não era o ser inteligência, gênio, em pessoa? O que nos manteve querendo ver até aonde a lenga-lenga ia dar era quando Seung Jo dava pistas, às vezes falsas, de que gostava dela. Como a beijar furtivamente, a notar quando ela não o estava seguindo… Mas no fundo todos nós sabemos que seremos pegos de um jeito ou de outro por nossos stalkers.

Também achei exagerado o fato de Oh Ha Ni “não ter nada que quisesse fazer a não ser seguir Baek Seung em tudo” até em escolher a profissão. Baek médico (que ironicamente ela quase escolheu pra ele) e ela para acompanhá-lo ser enfermeira. Ninguém é tão nada assim.

Em termos de romance é nota 10. É aquele romance ingênuo que nos faz sorrir e a lembrar de um primeiro amor. É um romance “romântico” que se trata com delicadeza, que gostar é simplesmente estar junto. É um romance a se dizer “quem nunca” e guardar como lembrança para o resto da vida. É tão bom que só podia ser um shoujo.

“Ó e agora, será que Jessica Jung está vendo isso?”

Sobre migraziele

Tamires, ou migraziele, tem 22 anos e é estudante de arquitetura e urbanismo. Gosta da Coréia do Sul, dos coreanos, dos doramas e de cultura asiática em geral. Gosta de livros, café, fotografia, moda e de viajar como dois terços da internet.
Esse post foi publicado em Enquanto isso..., Playful kiss e marcado , , . Guardar link permanente.

11 respostas para Playful Kiss

  1. Eu amei esse drama, a única coisa que não gostei foi não ter ido até o final como o anime/mangá. Sabe podia ter aquele final com ela grávida e tendo filho, ela mais madura e talz. Mas isso não tira o mérito do drama. Kim Hyun Joong lindo e maravilhoso (ai morro por ele gente *-*). Faço minhas suas palavras “É aquele romance ingênuo que nos faz sorrir e a lembrar de um primeiro amor. ” Amei!!! Beijos

  2. Pers_core disse:

    Ah, eu adoro Playful Kiss!!!!! E ele acaba bem na primeira fase do anime, no seu auge!!!

    • migraziele disse:

      Tem um episódio especial no youtube não é? Mas não achei pra assistir, dizem que é muito bom!! Vc viu?

      • Tem para baixar no animesXgames juntamente com o diario de Naoki kkkkkkk
        São rapidinhos, mas muito fofos… eles exploram de forma bem rapida todo o final do anime..pode-se dizer assim rsrsrsrs menos a parte da gravidez..

  3. jow disse:

    eu gosto muito mais do drama do que o anime
    o drama é simplesmente brilhante!
    o blog está cada vez melhor, parabéns

  4. Nubia Esther disse:

    E pensar que quando se trata de apresentações musicais o Kim Hyun Joong não tem nada de sério e centrado…. hauhauhauhau Adoro ele! ❤

    Eu também gostei de Playful Kiss, apesar do chove não molha e de toda a perseguição da Ha Ni, que muitas vezes me fazia sentir muita vergonha alheia. E concordo contigo, os personagens secundários carregaram a história muitas vezes, afinal, o que era aquela mãe, OMG e o Bong Joon, muito fofo!

    Muito bom o post! 😉

    • migraziele disse:

      Muito obrigada! Confesso que não vi nenhuma apresentação dele, mas ele canta muito bem.
      Isso mesmo, exatamente essa palavra! “Vergonha alheia” exatamente rsrs.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s