I miss you

Eu não poderia simplesmente deixar passar o ano (e o fim do mundo) sem falar de I miss you. UOuuuuuuuuuuuuuuuuu É sensacional, de longe, o melhor drama que vi esse ano. Já digo, é melodrama. Nós começamos lá atrás com um amor de infância, cheios de pequenos detalhes como as típicas piadas internas, cheios de significados para eles e etc etc temos dois atores “mirins” (se é que posso chamar de mirins) de muito talento e se fosse possível permanecer na trama apenas com eles estaríamos também satisfeitos, que me fizeram ter um certo receio sobre a atuação de Yoon Eun Hye e Yoochun dos personagens em 14 anos depois.

Na verdade eu temi por Eun Hye porque Yoochun eu ainda não conhecia. Kim So-hyun que interpreta Soo Yeon quando menina é extremamente fofa! Temi por Eun Hye porque Lie to Me e Coffee Prince não me conquistaram de fato. Melodrama é assim ou te destrói emocionalmente ou te destrói emocionalmente. O mais engaçado é que gostamos de sofrer. Fiquei destruída, mas não conseguia parar de ver os episódios.  Se para mim Fashion King foi um teatro de horror, isso aqui então. rs É tudo muito bonito, muito bem filmado, bons atores e tragédia pura. Você está certo disso? Contudo, é um drama que não te deixa perder as esperanças, apesar de ter inúmeros (exagerados mesmo) flashbacks de traumas e mais traumas que está nos cansamos. Você fala pro drama “chega de sofrê já tá bom” e o restante parece maionese.

Após Jung Woo ser sequestrado e Soo Yeon estuprada, ok. Jung Woo “perde” Soo Yeon e temos um momento suspense de não saber se ela está viva ou não (ban). Estou contando por cima, só sobre as minhas sensações a respeito e não a história em si porque perderia bem a graça. E aliás OhayoDramas irá traduzir entãaaaaaaao

imissyou

São muitos pormenores na história, você tem que estar preparado para qualquer coisa punk. Nada de confiar muito nos personagens ou se apegar demais. Temos um flashback desnecessário no primeiro episódio que só vem pra te lembrar que: no final vai dar merda.

Soo Yeon e Kang Hyung-joon (futuro Yoo Seung-ho) filho de Kang Hyun-joo esposa do pai de Han Tae-joon (que por sua vez é pai de Jung Woo) vão com a tia de Hyung Joon para o exterior – desfrutar do dinheiro do pai de Han Tae Joon. Kang Hyung Joon terá rixa com Han Tae Joon pela morte de sua mãe. Soo Yeon, por sua vez, é dada como morta e o estuprador é preso. Mas Soo Yeon liga para Jung Woo e desde então ele passa a procurá-la.

Jung Woo vira policial e temos o papel do mocinho bobo, apaixonado e completamente certinho. Seu pai não quis ajudar a encontrar Soo Yeon então ele abandona o lar e passa a morar com a mãe de Soo Yeon e a filha de atual companheiro (policial) que morre toscamente por culpa de Hyung Joon.

imissyou2

Não podemos esquecer que Soo Yeon era “a filha de um assassino” que diz a Jung Woo para ser amigo dela, pois ela nunca mataria ninguém. Então, quando ela retorna a Seoul temos a morte de seu estuprador e curiosamente os indícios de culpa caem sobre ela. A voz de Soo Yeon ecoa “eu não sou uma assassina” e você pensa o quanto seria interessante se ela realmente fosse e se a história se desviasse para esse caminho.

Mas não. Jung Woo confia abertamente em Soo Yeon e quase morre tentando solucionar o caso, não preciso nem dizer que essa mistura de trauma de infância, trama policial, destino fatal nos deixa completamente envolvidos. Apesar da história ter todas as marcas clássicas: a luta pelo poder chaebol, a madrasta disputando posição, o conflito entre gerações, a obsessão com o dinheiro e negócios e linhagem.

i miss you

O primeiro episódio é cheio de tristeza e sofrimento, mas há uma certa dosagem nos próximos episódios. É ímpar, par, ímpar, par e você consegue levar e se deixar intrigar pela história. Hyung Joon completará o triângulo amoroso com Soo Yeon e Jung Woo, embora sendo mais jovem e nitidamente mais rancoroso pelo seu passado, vindo realmente para “cobrar” de volta todo seu sofrimento de infância. Ele também não deixará que Jung Woo simplesmente tire Soo Yeon dele depois de tê-la abandonado em um momento em que ela precisava (no sequestro). Ele não vê como é possível perdoar tamanho abandono.

Soo Yeon muda, vira design, mais segura e até planeja brincar com Jung Woo. Ela e Hyung Joon mudam de nome, respectivamente, Zoey e Harry Borrison. Soo Yeon é – ainda – muito baqueada por seus traumas, na presença de Jung Woo e revendo sua mãe não tem como deixar de ser a antiga Soo Yeon amedrontada.

Estava realmente esperando por um drama que entrasse para os meus favoritos esse ano. E após o desastre de Big. Estou esperando pacientemente por um final (estou no 12°) de não-tragédia ou algo que supra as minhas expectativas. Que não seja o tão banal e tosco mocinho morre para salvar mocinha ou “tentando salvar” o que é pior. Soo Yeon ainda parece uma barata tonta sem muita vontade própria, ora tocada pelos sentimentos por Jung Woo ora dominada pela razão e pelo sentimento de lealdade para com Harry.

Sei não. Harry é lindo, mas muito ruim e pretende brincar com o dinheiro e com sua vingança enquanto tudo termina em tragédia. E que venha, dia 21.

imissyou3

SO, apenas vamos viajar agora – até janeiro -:

jessica jung_viajem

Esse post foi publicado em I miss you, K drama e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s