Incarnation of money

Gosto particularmente quando estou triste e me lembro incessante do diálogo entre Elizabeth Bennet e sua tia. Elizabeth, desesperançosa, diz a sua tia algo sobre homens em geral, no livro como “os estúpidos são, no fundo, os únicos que vale a pena conhecer” e sua tia responde, mais precisamente como no filme “Sinto um leve sabor de amargor”, sinto dizer, mas esse leve sabor de amargor nos acompanhará por este post.

E só sinto, de não ter dado de presente a todos os meus amigos o melhor livro, aquele que mudou minha vida desde que o li, Orgulho e Preconceito, e não estou dizendo no sentido fútil da expressão “mudou minha vida” mas naquele mais profundo que nem eu mesma pude detectar ainda seus efeitos. Quem sabe o mesmo mudasse mais vidas e mais normas de ver o mundo, de comportamento, de caráter. Mas eu sempre me lembro disso, como se o sabor de amargor me acostumasse a lembrar da frase que o desmascarara na minha frente. Sei da necessidade disso aqui andar, no entanto, andei destratada no meio da rua por aí. Soa um tanto quanto estranho tratar sobre dinheiro agora, mas foi o tema mais aleatório que encontrei para discutir.

Incarnation1

Falar “das pessoas” na terceira pessoa faz com que tudo soe como indireta. Ultimamente está tudo soando muito. Soemos menos. Então, visando a normalidade irei falar como se tudo dissesse respeito a mim mesma e não a vocês, ou nós todos.

NOSOTROS. NOSOTROS. Sabemos muito bem por onde andar e que caminhos trilhar. (Eu sei) Não tem essa de que a vida não lhe deu oportunidade ou que o mundo está sendo injusto com você. Desde o seu bercinho, querido, nós já somos do jeito que somos, com a raça, o caráter, todo aquele mais sujo e imundo sangue na veia que nos compete.

Incarnation-of-money-2

É interessante ver como os ingênuos e os inocentes de certo modo se deixam levar e influenciar até certa altura, até que de fato se depara com a realidade, crua e escandalosa, imponente e dura. Assim sendo, todos nós um dia ou outro tomamos no cu, não se preocupemos demais. E tudo o que fazemos, volta triplicado às nossas cabeças como coroa ou voadora.

Dinheiro, porém tem sido uma coisa que nos requer uma reflexão maior. Sobre qual direção tomar uma vez que você o tem ou você não o tem. Isso porque, apesar da sua pré-disposição para as coisas já destinadas lá, bem lá atrás, aqui, de outro modo, você escolhe se deseja mesmo obter o dinheiro a certos extremos ou se prefere consegui-lo através de seu próprio esforço, como pessoa de princípios, de religião ou de filosofia.

incarnation of money3

Não importa muito o meio o qual tomamos se em um dado momento estamos cegados por questões que nos são imputadas por conseqüência do nascimento como ser rico, pobre, miserável ou classe média. Outras questões também como educação, darwinismo e todas essas histórias de determinismo.

Todo mundo tem um filho da puta do lado direito da cabeça. Sim, escolhi o lado aleatoriamente. Achar que vai conseguir um emprego, uma posição ou dinheiro mediante um chorar as pitangas, choramingas, um QI, uma aparência ou qualquer coisa assim, nos faz perceber o quão baixos e inescrupulosos podemos ser, uma vez que não estamos de qualquer modo aptos a conseguir a posição/e/d por nossas próprias características, esforços, habilidades, estudos.

incarnation of money 4

Não importa muito tudo isso se mandamos todo mundo ao redor tomar no cu e ver se a prerrogativa é válida.

Estamos por aí, e vemos um k-drama. Vai que gostamos?

Primeiro, o ator Kang Ji Hwan me surpreendeu e me fez ter outra ideia de sua forma de atuar. Sim, ele é bom. De início, tinha uma birra imatura para com ele. Este dorama fala sobre as intenções de nós todos a respeito de dinheiro. Ele começa com uma fortuna encontrada enterrada e com um dono que está desaparecido. Com o passar dos episódios, nós sabemos que o encarregado de solucionar o caso é o próprio dono da fortuna. Ele terá que desvendar o mistério que está por trás de seu próprio desaparecimento, que ele mesmo não tinha consciência. Ele é o promotor Lee Cha Don. Era filho de um cara muito rico e ambicioso que não tinha escrúpulos ao conseguir dinheiro.

incarnation of money 5

Esse cara deixou uma fortuna para o filho e a esposa. Ele tinha uma amante (Eun Bi Ryung) que gostava de Ji Se Kwang (nosso vilão/ suuuuper vilão/ maior vilão de todos os tempos) e morreu por raiva ao descobrir isso. Bom, não é bem assim, mas qual é a graça se eu contar tudo?! Com tramoias Eun Bi Ryung e Ji Se Kwang conseguiram acusar a esposa do pai de Lee Cha Don por ele morrido. Ji Se Kwang também é um importante promotor.

A história se passa ao longo de muitos anos e tem muitos episódios, mas a ação deles não é de nenhuma maneira enfadonha. Está bem longe disso. Esse foi um dorama que mais me despertou emoções, tensão, suspense, euforia e risadas, sim, também tem muitas risadas.

O garoto Lee Kang Suk que é o dono desaparecido da fortuna, descobre o envolvimento de Eun Bi Ryung e Ji Se Kwang na morte de seu pai e é perseguido por eles. Na fuga, sofre um acidente que o faz perder a memória. Neste acidente de carro também se envolvem a jovem Bok Jae In e sua mãe Bok Hwa Sool, que são respectivamente a gorda engraçada e sua mãe empresária rica – que terá alzheimer no meio da história.

incarnation of money 6

A gorda e engraçada personagem principal já na infância se apaixona por Lee Kang Suk. Lee Cha Don se torna um “jogador” e tem os estudos pagos por Bok Hwa Sool para se tornar um promotor e futuramente ajudá-la em seus negócios. Lee Cha Don começa a desvendar os mistérios por trás de seu próprio desaparecimento, descobre que sua mãe estava na prisão e posteriormente em uma clínica psiquiátrica sofrendo maus tratos e tenta conseguir provas contra o vilão inteligente Ji Se Kwang. Lee Cha Don se sente na necessidade de vingar sua família, de conseguir justiça pelas injúrias sofridas e descobre assim que de início era como Ji Se Kwang e que, sem não tivermos uma mente condicionada todos nós somos levados a agir impulsionamente por coisas poucas, por motivos que não valem a pena.

Lee Cha Don “aprende” com o telespectador. A medida que vão nos contando a história, o personagem principal ao desvendar os fatos e a se ver também ora como culpado ou em falta, começa a mudar sua maneira de ser e no final temos uma lição: começam dois lados errados, tem o que permanece no erro e o que se redime, muda e busca por justiça e correção. Mas, vejam, só tem dois lados.

Incarnation09-00177

O legal é que Lee Cha Don e Bok Jae In começam a se envolver com ela gorda, ela faz uma cirurgia para emagrecer, eles ficam juntos e finalmente quando tudo está resolvido e vão se casar: ela entra no altar completamente obesa e ele está todo maravilhado por se casar com ela. É show de bola. Massa.

Desculpem pelo atraso deste post.

P.S.:Fatos curiosos, o ator mirim Lee Kang Suk é Park Ji Bin que fez também uma brilhante atuação. O carinha tem 18 anos e olha esse abs e morram: http://omonatheydidnt.livejournal.com/10590421.html (cliquem vale a pena)

P.S.2: Mudança de empresa, de semestre na faculdade e DRs públicas entre outros também são desculpas a esse atraso.

P.S.3: Todo divagação no início do post também se deve aos pensamentos relacionados ao “momento reflexão pós dorama”.

Sobre migraziele

Tamires, ou migraziele, tem 22 anos e é estudante de arquitetura e urbanismo. Gosta da Coréia do Sul, dos coreanos, dos doramas e de cultura asiática em geral. Gosta de livros, café, fotografia, moda e de viajar como dois terços da internet.
Esse post foi publicado em Incarnation of money, K drama e marcado , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Incarnation of money

  1. Pingback: Secret | TUDO ASFIXIA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s