Sobre fantasmas e pessoas assustadoras

É um assunto em voga nos doramas ultimamente fantasmas e pessoas assustadoras. Estava assistindo Two Weeks, Good Doctor, Master’s Sun e Who are you, e nas falas dos personagens principais captei várias vezes esses termos. Todos eles concordam que existem pessoas mais assustadoras que os fantasmas (Master’s Sun e Who are you) e os que não acreditam em fantasmas têm medo mesmo é das pessoas que são assustadoras (Two Weeks e Good Doctor).

Fantasmas foi um tema que propiciou dois dramas distintos e belos (Master’s Sun e Who are you) e nos fez observar que partem do mesmo princípio, se tornam fantasmas aquelas pessoas que morreram de forma trágica e que “não foram para luz” ou não conseguiram se “desligar” da terra porque têm pendências pessoais a serem resolvidas, segredos a serem revelados ou entes queridos que precisam de ajuda, apoio pela perda e por aí vai. São aqueles que morreram antes de completar um ciclo ou simplesmente aqueles que merecem vagar por ter sido mau ou cometido muitos pecados. Nenhum deles acham que fantasma pode ser um ser que não teve vida algum dia. Fantasmas, claramente, são aqueles que viveram e passaram para o outro lado.

É engraçado, para nós não-orientais, perceber a facilidade com que eles brincam com o tema e conseguem extrair de um tema nefasto compreensão, emoção e sentimento. Master’s Sun lida com fantasmas como se fossem amigos da personagem principal em Who are you a personagem principal precisa ajudar os fantasmas a se desapegarem da vida terrena. Who are you lida com a questão da perda de um ente querido (e até o ponto de depois de perder alguém você passa vê-lo, o que pode ser considerado normal em traumas) e Master’s Sun lida com o “ser diferente”, o conversar com espíritos.

Em um momento em Master’s Sun e Who are you as personagens principais também dizem ou fazem referências à: “eu não tenho medo dos fantasmas, eu tenho medo das pessoas, elas sim são assustadoras”.

Ambos (os dramas e porque não a cultura oriental em si) também concordam que só se pode ver esses fantasmas se a pessoa esteve em contato com a morte, quase morreu, esteve muito tempo em coma, etc. É algo que está mais em contato direto com a realidade, causa mais verossimilhança: todo mundo já ouviu alguém dizer – quando esteve muito doente e quase morreu – que teve uma experiência como “sair do corpo”, “ver um lugar branco, pessoas de branco” e por aí vai. E por que não voltar à vida e continuar vendo isso?

As nossas novelas da 6h tratam o assunto voltado à uma doutrina religiosa (espiritismo) e a das 21h nem vale a pena comentar. Desprendido de religião, lidar com o tema traz mais possibilidades de enredo e tornam a história mais interessante, porque se prender a uma religião faz com que quem não acredite ache a história menos atraente e até mesmo pedante por parecer algo como “conversão”.

Em Two Weeks tem um episódio em especial que o personagem principal ouve gritos e vê apenas um vulto e acha que é um fantasma, mas daí ele para e percebe: “mas eu não acredito em fantasmas, eles não existem” e volta atrás era uma mulher tendo um filho… (o roteirista claramente faz uma brincadeira e expressa uma opinião sobre o assunto). Logo em um dos primeiros episódios (se não me engano no primeiro) o personagem principal diz: “o que me assusta são as pessoas que são assustadoras”.

Em Good Doctor encontramos o personagem principal dizendo uma frase semelhante. No caso de Good Doctor o preconceito com que lida é o fator que torna as pessoas assustadoras. Está claro que os vilões, as pessoas mau intencionadas e os preconceituosos são as pessoas assustadoras.

Eu realmente acho, assim como eles, que essa filosofia é válida. Vamos todos dizer: “eu não tenho medo dos fantasmas, eu tenho medo das pessoas, elas sim são assustadoras”.

Esse post foi publicado em ¿Qué te parece? e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s